October 30, 2018

Please reload

Posts Recentes

CONFIRA! Palestra O Poder da Ação!

February 4, 2019

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

A PACIÊNCIA

February 16, 2017

 

TERAPIANDO

Paciência e perseverança tem o efeito mágico de fazer as dificuldades desaparecerem e os obstáculos sumirem. John Quincy Adams 

 

“Sabe, estive pensando, como às vezes quero que as coisas aconteçam… Simplesmente aconteça! Tenho a  tendência a me acomodar e, quando aparece um problema,  uma dificuldade, fico cansada só de pensar em resolver. Fiz isso durante muito e muito tempo, por isso, hoje as dificuldades se transformaram em um grande monstro verde de um olho só que quer me comer e eu tenho que correr para me salvar (aff, e aí todas as vezes que aparece uma dificuldade, fico cansada só de imaginar tudo que viverei). Perco a paciência antes de precisar aplica-la. Utilizo a ansiedade e o desespero para me proteger e sobreviver. Embora, acredito que a paciência é o melhor remédio. ” Relato de uma paciente em uma sessão de psicoterapia no consultório.

Entendo que a paciência é uma virtude do ser humana baseada no auto controle emocional, ou seja, quando um indivíduo suporta situações desagradáveis, injúrias e o incômodo de terceiros sem perder a calma e a concentração.

A paciência é principalmente baseada na tolerância com os erros alheios ou diante situações e fatos indesejados. O ato de ter paciência pode também significar perseverança em relação a algo, como uma resposta à situação ou ação que aparentemente não tem previsão para se concretizar.

A expressão perder a paciência é utilizada justamente quando toda a tolerância e perseverança se esvaem, quando um indivíduo já não suporta esperar, suportar ou procurar por alguma coisa ou alguém.

Outra expressão bastante popular é a de que paciência tem limite, pois por mais paciente que um indivíduo possa ser, a paciência é findável, assim como quase todos os sentimentos humanos.

A paciência é uma das características do ser educado e humanizado. Saber agir com paciência significa não agir com pressa, ser atento e cuidadoso com o que se está fazendo; saber ouvir, ver, sentir e falar com parcimônia.

Estamos numa geração do imediatismo, tudo nos leva a crer que devemos ser mais rápido. Não fazer algo ou não atingir um objetivo no curto ou médio prazo é sinal de fraqueza, tolice, incapacidade. Com isto, é criado um sentimento de que tudo tem que ser para já, para agora. Na medida em que controlamos, cada um, uma pequena parte da realidade, ou seja, não podemos mudar ou controlar tudo o que está ao nosso redor, ansiedade, depressão tendem a aparecer, quando não aparece a impaciência aliada a sentimentos

de raiva, ódio ou tédio.

A impaciência e a busca pelo imediato é uma característica humana. Com o tempo sendo contado em segundos, depois em micro segundos, nanosegundos e com o advento da internet, na qual uma pesquisa pode reverter respostas em 0,28 segundos, há realmente uma tendência de aumentar a impaciência.

Muitas pessoas acham que um computador, tablete ou celular que demore alguns segundos para uma determinada ação é algo inútil, então, o imediato, o instantâneo é cada vez mais valorizado.

Como ser mais paciente?

Aplicar a paciência não significa ser passiva esperando que as coisas aconteçam. Muito pelo contrário! Ao conseguir se manter calma – ou seja, paciente -, você é capaz de analisar o problema para depois resolvê-lo

com sabedoria.

Sugestão:

1. Tempo a sós, sente num local confortável com os olhos fechados.

2. Respire fundo e lentamente.

3. Pense em coisas boas, fechar os olhos e lembrar-se de momentos felizes favorece a calma interior.

Melhor ainda se estiver ouvindo uma boa música. Situações que relaxam fazem com que você libere

serotonina, um neurotransmissor que dá sensação de bem-estar.

4. Tempo, faça isso 1 vez por semana durante 10 minutos, sendo possível aumente a frequência 2 ou

3 vezes por semana.

5. Faça intervalos: Permita-se algumas pausas durante o dia. A cada duas ou três horas de trabalho,

faça algo para acalmar o cérebro. O pensamento repetitivo provoca inquietude e instabilidade na

mente, o que a deixa impaciente e aumenta as chances de erro.

6. Faca exercícios físicos, algo que goste e que consiga colocar sua rotina (natação, musculação, ballet, corrida, caminhada, dança… )

7. Alivie o coração: Às vezes, diante de um problema, bate uma vontade forte de gritar ou chorar.

Procure um amigo tire um tempo agradável para relaxar. E se ainda assim, precisar resolver

questões de evidencia psicológicas, procure um profissional de psicologia e inicie um processo psicoterápico.

Por: Tati Terezo

Please reload

Siga
Instagram
Please reload

Arquivo
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Instagram Icon

Transformação de dentro pra fora!

55 11 3481-2565
Av. Analice Sakataukas, 16 Sl. 25 -  Bela Vista - Osasco / SP

© 2008 by Agnes Up -  Coaching & RH 

         Todos os direitos reservados